• Correio Rondoniense

Previsão do tempo indica possível geada em áreas produtoras; veja onde

Em boa parte do país, a quinta-feira deve ser mais fria. Alguns pontos podem registrar as menores temperaturas do ano até o momento.


Confira a previsão do tempo para esta quinta-feira em todo o país. Foto: Mycchel Legnaghi

Sul

O tempo firme é destaque em praticamente toda a região. Após a passagem da frente fria e da chuva, é a vez do frio mais intenso. Aliás, com a condição de céu claro, pouca presença de nebulosidade e temperaturas bastante amenas, a quinta-feira pode amanhecer com registro de geada em pontos dos três estados. As menores temperaturas devem ser registradas desde o oeste gaúcho até o centro do Paraná. A geada não deve ser forte e acontecerá de forma isolada, mas pode atingir áreas produtoras. Se houver algum dano, será pontual em áreas mais vulneráveis.

A chuva deve ser registrada apenas em pontos do litoral, mas desde o sul gaúcho até o Paraná por conta dos ventos úmidos que sopram do mar contra a costa. Uma precipitação rápida, isolada e sem grandes acumulados.


A ventania ainda chama a atenção no litoral, com rajadas de 70 km/h do Rio Grande do Sul a Santa Catarina, e rajadas em torno de 50 km/h no litoral do Paraná.


Sudeste

A frente fria avança, ainda que de forma costeira, mas é o suficiente para canalizar a umidade da Amazônia. A condição é de céu nublado, chuva a qualquer momento do dia e queda acentuada na temperatura na região metropolitana de São Paulo, Baixada Santista, Vale do Paraíba, Rio de Janeiro, metade sul do Espírito Santo e o centro-sul de Minas Gerais. Os maiores acumulados de chuva devem ser registrados no litoral de São Paulo, Rio de Janeiro e a Zona da Mata mineira, não se descartando o risco de algum transtorno.


No litoral de toda a região, ventos entre 50 e 70 km/h podem ser registrados, atenção desta vez inclusive no Espírito Santo.


Enquanto isso, na retaguarda da frente fria, vem uma massa de ar seco que inibe a formação de nuvens carregadas. O tempo firme volta a predominar no oeste e pontos no centro de São Paulo, além de uma pequena área do Triângulo Mineiro.


Com a mudança na direção dos ventos que passam a soprar predominantemente do quadrante Sul e trazendo um ar mais frio, novos recordes de menores temperaturas do ano podem ser registrados na região.


Centro-Oeste

As instabilidades perdem força e dão lugar a uma massa de ar seco e frio. O tempo firme volta a predominar em todo Mato Grosso do Sul, no sul de Goiás e no sul de Mato Grosso. Apesar do tempo firme, os ventos frios que sopram do quadrante Sul continuam a derrubar as temperaturas e não se descarta a possibilidade de novos recordes de mínimas do ano em algumas localidades.


Na quinta-feira, ainda chove no centro e norte mato-grossense, centro e norte goiano e Distrito Federal, mas serão pancadas rápidas, isoladas e sem grandes acumulados.


Nordeste

O maior destaque é o retorno da chuva ao centro-sul da Bahia devido à aproximação de uma frente fria. Não são esperados grandes volumes e a chuva deve ser rápida, mas especialmente no sul baiano os ventos podem ser fortes, com rajadas em torno de 70 km/h.

Tem previsão de chuva também no litoral norte da Bahia, no litoral desde Sergipe até o Rio Grande do Norte, além de pancadas de chuva da metade norte do Maranhão ao norte do Ceará. O tempo firme predomina no interior dos estados.


Norte

Pouca coisa muda na região e a chuva ainda se espalha por sua grande maioria. Os volumes ainda podem ser expressivos da metade norte do Pará ao estado do Amapá por conta da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), além de boa parte do Amazonas e Roraima com o suporte de instabilidades em altos níveis da atmosfera, mas as pancadas devem ser rápidas de modo geral. Na maior parte do Tocantins, nada de chuva por enquanto.


Falando de temperaturas, a mudança na direção dos ventos influenciados por uma massa de ar de origem polar diminuem a temperatura especialmente em áreas de Rondônia e Acre.


Por Canal Rural, com informações da Somar Meteorologia

5 visualizações0 comentário

Receba nossas atualizações

  • Facebook Correio Rondoniense
  • Twitter Correio Rondoniense
  • Instagram Correio Rondoniense
  • Youtube Correio Rondoniense

© 2020 por Correio Rondoniense. Orgulhosamente criado por Influence Comunicação.

RONDONIENSE