• Correio Rondoniense

Golpista usa perfil falso no Facebook para furtar motocicletas em Vilhena


É o segundo crime registrado com as mesmas características em menos de 24 horas. A exemplo da primeira vítima, o tratorista da Secretaria Municipal de Obras de Vilhena, Joel Gomes, 31 anos, também anunciou em grupos do Facebook que estava vendendo a motocicleta Honda Biz, placa QTA-7240, de cor vermelha. Após o contato de uma suposta compradora o veículo foi furtado no início da tarde desta terça-feira (28) na avenida Melvin Jones, bairro Cristo Rei.

Conforme informações da vítima, um perfil na rede social em nome de uma mulher identificada como Maria Clara, teria entrando em contato via messenger com interesse de comprar o veículo.


Após o primeiro contato, Joel recebeu uma ligação de homem que disse ser irmão da suposta compradora e marcaram um encontro no início da tarde na Avenida Melvin Jones, bairro Cristo Rei, para poder ver a motocicleta. No local combinado o homem pediu à vítima para dar uma volta com a Biz, para testá-la, ele saiu em direção ao Bairro Moisés de Freitas e não foi mais visto.


Perfil falso usado para atrair as vítimas

Alguns minutos depois a vítima tentou contato via messenger com a suposta compradora, perguntando sobre a motocicleta, recebeu algumas respostas mais depois perdeu contato com compradora. Joel Gomes denunciou o caso à polícia.

Essa é a segunda ocorrência registrada na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp), com as mesmas características, em menos de 24 horas. O primeiro caso aconteceu na tarde de segunda-feira (27). O mesmo perfil, identificado como Maria Clara foi usado para atrair a vítima que teve a motocicleta furtada na Avenida Rondônia, no entanto, o veículo foi recuperado já a noite na Avenida Perimetral, Setor 29.

Diante da situação, tudo leva a crer que o criminoso que rouba as motocicletas, montou o perfil falso no Facebook, usando fotos de outra pessoa para atrair as vítimas. A reportagem do Correio Rondoniense, conseguiu identificar que as fotos usadas no perfil falso é na verdade de Aline Füchter, uma famosa caminhoneira de Santa Catarina, que tem vários seguidores em diversas redes sociais.


A reportagem entrou em contato, via Facebook, com Aline Füchter, para saber se ela tinha conhecimento que as fotos dela estavam sendo usadas para aplicar golpes em Rondônia. Mas até o fechamento desta reportagem não obtivemos retorno.

Texto: Renato Barros

Fotos: Divulgação/Rede Social

49 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Facebook Correio Rondoniense
  • Twitter Correio Rondoniense
  • Instagram Correio Rondoniense
  • Youtube Correio Rondoniense

© 2020 por Correio Rondoniense. Orgulhosamente criado por Influence Comunicação.

RONDONIENSE