• Correio Rondoniense

Fazenda Vilhena palco de massacre em 2015 é invadida

Um boletim de ocorrência foi registrado na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) nesta terça-feira (26) em Vilhena. Os invasores destruíram cerca de 2 quilômetros de cerca. Existe uma ordem judicial de reintegração de posse da propriedade, ainda não cumprida pela Polícia Militar (PM) de Rondônia.


O boletim de ocorrência, registrado pelo advogado do proprietário da Fazenda Vilhena, narra que no último domingo um grupo de pessoas invadiram a propriedade e derrubaram cerca de 2 quilômetros de cerca.


Além de comunicar a invasão, o advogado ainda menciona que existe uma ordem judicial de reintegração de posse da área, contudo, ainda não cumprida pela Polícia Militar em decorrência da pandemia do novo coronavírus.


Briga na justiça


A fazenda Vilhena há anos é motivo de briga judicial, já que pessoas ligadas ao movimento sem terra alegam que a propriedade é infrutífera e que não existem documentos que comprovem que a área pertence a pessoa que alega ser o proprietário.


O massacre

Local onde as vítimas foram mortas

Em outubro de 2015 cinco pessoas, algumas trabalhadores da fazenda e vizinhos que estavam no local, foram mortas. Conforme investigações da Polícia Civil, os acusados, que já foram condenados, eram integrantes de um grupo de invadiu a propriedade.


Outro fato confirmado durante a investigação, na época dos fatos, é que algumas das vítimas foram queimadas vivas pelos criminosos.


O massacre da Fazenda Vilhena foi destaque nacional na grande mídia.



Autor: Renato Barros

Foto: Reprodução/Rede Amazônica

104 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Facebook Correio Rondoniense
  • Twitter Correio Rondoniense
  • Instagram Correio Rondoniense
  • Youtube Correio Rondoniense

© 2020 por Correio Rondoniense. Orgulhosamente criado por Influence Comunicação.

RONDONIENSE