• Correio Rondoniense

Durante bebedeira homem leva tiro na cabeça e morre no hospital

A vítima estava na companhia do pai, que afirmou não ter ouvido nenhum disparo.


Era noite de segunda-feira (27) e na rua Japim, Setor 05, cidade de Cujubim, quando Eladisson Portel Coelho, de 29 anos, estava em casa consumindo bebida alcoólica com o pai, Elinaldo Pereira Coelho quando vizinho ouviram um disparo, inicialmente pensaram se tratar de um estampido de bombinha, tipo aquelas comuns em época de festas de São João. Mas na verdade se tratava de um homicídio que acabará de aconteceu.


Alguém, não mencionado na ocorrência registrada pela Polícia Militar, avisou a Central de Operações da PM que nas imediações havia uma pessoa atingida por um tiro. A viatura no caminho do local informado que encontrou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que também já havia sido acionado.


As equipes ao chegarem a casa de nº 1115, mesmo local onde Eladisson e o pai ELinaldo, estava aproveitando a noite tomando a famosa água que passarinho não bebe, também chamada de cachaça. Ao solo estava o rapaz de 29 anos, com um ferimento na cabeça, apesar de ter sido levado com vida ao hospital do município, morreu minutos após dar entrada na unidade.


No hospital os policiais falaram com o pai da vítima, que pouco pode ajudar, em decorrência da situação que se encontrava, estava embriagado.


A guarnição da PM retornou ao local onde os fatos se desenrolaram, para a morte de Aladisson, afim de encontrar algum documento da vítima. Lá foi encontrado apenas um contrato em nome do pobre rapaz que estava morto no hospital.


Os policiais falaram com zinhos, os mesmo confirmaram que ouviram um tiro, contradizendo a versão do pai que mais cedo havia informado que não ouviu nenhum disparo.


Novamente no hospital, a equipe médica informou aos policias que havia um projetil alojado na cabeça da vítima, a causa da morte. No bolso de Aladisson, foi encontrado uma pequena pedra aparentando ser crak.


Agora cabe a Polícia Civil, que já esteve na casa onde o crime acontece, esclarecer o homicídio.


Texto: Renato Barros

Foto: Divulgação/Rede Social

255 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Facebook Correio Rondoniense
  • Twitter Correio Rondoniense
  • Instagram Correio Rondoniense
  • Youtube Correio Rondoniense

© 2020 por Correio Rondoniense. Orgulhosamente criado por Influence Comunicação.

RONDONIENSE