• Correio Rondoniense

Com quase 40 anos de casa, Miguel Falabella é dispensando pela Globo

Miguel Falabella foi dispensado pela Globo após 38 anos de casa. O ator foi comunicado que seu contrato não seria renovado na quinta-feira (4). A demissão do autor e diretor acontece em meio à política de cortes de gastos que a em meio à política de cortes de gastos que a emissora está implementando por conta da pandemia do coronavírus, que reduziu suas receitas publicitárias em cerca de 30%. Ele tinha contrato até setembro, e a rescisão foi antecipada.


O rompimento do acordo foi confirmado pelo Notícias da TV. O motivo da demissão do dramaturgo é seu alto salário e sua baixa produção nos últimos anos.


Em nota, a Globo armou que a saída do diretor faz parte de "uma série de iniciativas para preparar a empresa para os desaos do futuro" e que a empresa "vem adotando novas dinâmicas de parceria com seus talentos". A emissora também disse que Falabella ainda pode apresentar projetos para todas as plataformas do Grupo.

Conra o comunicado na íntegra:


"Como t odos sabem, nos últimos anos, temos t omado uma série de iniciativ as par a pr epar ar a empr esa par a os desaos do futur o. Com isso, temos e v oluído nos nossos modelos de gestão, de criação, de pr odução, de desenv olviment o de negócios e também de gestão de talent os.


Assim, em sint onia com as tr ansformações pelas quais passa nosso mer cado, a Globo v em adotando no v as dinâmicas de par ceria com seus talent os. Miguel F alabella, assim como outr os companheir os, tem aber tas as por tas da empr esa par a futur os pr ojet os em nossas múltiplas plataformas."


Miguel Falabella comentou a saída da Globo em uma publicação no Instagram na manhã desta sexta-feira (5). "Nesses quase 40 anos fui muito feliz e muito bem tratado sempre. Seguir novos caminhos não signica abandonar o que se conquistou na caminhada. Só tenho boas lembranças. Só tenho sorrisos", escreveu.


"Cheio de gratidão por todos os companheiros que estiveram ao meu lado nessa jornada e ao público que viu algo em mim que nem eu mesmo via. Obrigado. Eu ia fazer um vídeo, mas nessas horas a gente ca com o coração mole. Como diria Drummond, amanhã eu recomeço!", encerrou. Conra a postagem:



Carreira na Globo


Falabella entrou na Globo em 1982, e a primeira novela em que atuou foi Sol de Verão (1993), de Manoel Carlos. Ele não parou mais: fez Selva de Pedra (1986), Amor com Amor se Paga (1984), Tieta (1989), Livre para Voar (1984), O Outro (1987), Mico Preto (1990), A Viagem (1994), Cara & Coroa (1995), Agora é que São Elas (2003) e a minissérie As Noivas de Copacabana (1992).


Miguel atuou como apresentador no extinto Vídeo Show (1983-2019) durante 15 anos, entre 1987 e 2001.


Fez sua estreia como diretor em Sassaricando (1987). Já a primeira novela como autor foi Salsa e Merengue (1996), em coautoria com Maria Carmem Barbosa, assim como A Lua Me Disse (2005). Também escreveu Negócio da China (2008) e Aquele Beijo (2012).

Se destacou como roteirista das séries de humor TV Pirata (1988); Sai de Baixo.



Fonte: Portal Notícias da TV

9 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Facebook Correio Rondoniense
  • Twitter Correio Rondoniense
  • Instagram Correio Rondoniense
  • Youtube Correio Rondoniense

© 2020 por Correio Rondoniense. Orgulhosamente criado por Influence Comunicação.

RONDONIENSE