• Correio Rondoniense

Assessoria da Sesau afirma que secretário de saúde de Rondônia não foi alvo da PF

A nota da assessoria e imprensa da Secretaria de Estado de Saúde de Rondônia foi divulgada na manhã desta quarta-feira (10), logo após a operação "Dúctil" da Polícia Federal, que descobriu um esquemas de fraudes na aquisição emergencial de materiais e insumos médico-hospitalares para atendimento das demandas das unidades de saúde estaduais como estratégia de prevenção, enfrentamento e contenção da pandemia da COVID-19.


A nota afirma que o titular da Sesau, Fernando Máximo, não foi alvo da operação. Que as buscas foram feitas na assessoria técnica da secretaria.


A coletiva, que trata sobre a covid-19, com a participação do secretário prevista para amanhã de hoje chegou a ser cancelada, por conta da operação.


Veja o vídeo da operação:



Leia a integra da nota:


Informamos que a coletiva de imprensa: atualização sobre os casos de Covid-19 Da Secretaria Estadual de Saúde desta quarta-feira (10) será remarcada para um outro horário que será informado com antecedência por esta assessoria.

Informamos ainda que os mandados de busca feitos pela Polícia Federal na manhã de hoje na sede da Sesau ocorreram na Assessoria Técnica (Astec) e não no gabinete do secretário titular da pasta e nem em sua residência.

Todos os fatos estão sendo apurados e serão esclarecidos.


Autor: Da Redação

19 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Facebook Correio Rondoniense
  • Twitter Correio Rondoniense
  • Instagram Correio Rondoniense
  • Youtube Correio Rondoniense

© 2020 por Correio Rondoniense. Orgulhosamente criado por Influence Comunicação.

RONDONIENSE